terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Placa publicitária Singer em esmalte

Vendido

Triciclo original e completo - anos 20

Vendido

Reprodução do quadro evocando o "CAN CAN" - Toulouse Lautrec

50€

Rádio preto em baquelite marca Philips - anos 40

Vendido

Busto Francês - Anos 30 (Mannequins Modernes. Paris)


Indisponível

Barco com velas, em madeira, tricolor - anos 50

Vendido

Cartaz original briquetes S. Pedro da Cova - anos 10 e Cartaz Água Gestal



Vendidos

domingo, 21 de novembro de 2010

Projectos Escultóricos



 Projecto escultórico de Almeida Garrett em gesso pintado de autoria de Henrique Moreira produzido em 1954. Hoje encontramos no local para onde foi concebida esta obra, a figura do eminente escritor e parlamentar nascido no Porto - frente à Camara Municipal do Porto,mas da autoria de Barata Feio.

Vendido

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Cerâmica brasileira invocando cena de candomblé

Indisponível

Cartaz original de Cinema, Lady from Lisbon - Anos 40




Vendido

Filme cuja acção é passada em Lisboa em 1942 e que se desenrola à volta de um quadro de Mona Lisa e sua eventual autenticidade. Espionagem e contra espionagem completam o argumento que parece estar espelhado neste cromático e curioso cartaz de época, impresso em Sidney na Austrália

Cartaz dos polimentos Coração

Vendido

Relógio da Majora - anos 50 e automóvel silhueta em madeira




 Interessante relógio da Majora essencialmente em suporte de papel e madeira aprenderam as horas, muitas crianças do final dos anos 50 e 60. E hoje, como é que aprendem?

Vendido

Cartaz original de propaganda ao Vinho do Porto




Maqueta original em papel pintado de cartaz para campanha de sensibilização do aumento do consumo de Vinho do Porto nos anos 60.
Ideia publicitária desenvolvida - Beber Bom Porto é atitude de Bom Gosto !


250€

sábado, 2 de outubro de 2010

objectos decorativos e teatrinho infantil


             Objecto antropomórfico de publicidade a whisky
      
             Indisponível     



 Caneca em faiança, com produção possívelmente de Coimbra, com decoração polícroma representando busto da República Portuguesa, bem como uma singela travessa vidrada ainda em faiança portuguesa com decoração polícroma, mas agora com fabrico atribuível a Aveiro. Representa a bandeira e armas nacionais tendo a inscrição "Viva a Pátria Livre" e uma alusão à data da instauração da República 5/10/1910.

Vendido



Este precioso Teatrinho que pode ser visto na imagem - a que podem ser acrescentados diversos adereços colaterais - foi adquirido a um colecionador de Évora que conhece bem a origem desta peça. Com efeito, parece ter pertencido a uma ilustre família aristocrática local que nessa época e como era costume no século XIX, passava uns serões assistindo a sessões Teatrais, conforme os vários cenários e personagens permitiam variar, inventar e protagonizar novas dramaturgias. Trata-se de um belo objecto com 150 anos aproximadamente, com pequenos restauros recentes.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Cartaz Ramos Pinto e serigrafia de Almada intervencionada por vários artistas


O cartaz dos vinhos Ramos Pinto, representa de forma muito expressiva os países para onde aqueles vinhos eram preferencialmente exportados. É uma peça muito interessante em termos cromáticos e muito característica do gosto gráfico da época.

vendido





O cartaz serigráfico de 1984 com a imagem de Almada Negreiros visível nesta página, foi por nós comercializado para um gabinete de design em Londres. Trata-se de uma peça HC ( hors commerce) que se destinou tão só a ofertas a particulares e Galerias de Arte.
Tem as intervenções de Leonel Moura, recuperando a figura de Almada no Teatro da República em 1917 lendo o Manifesto Futurista, Pedro Portugal e Pedro Proença - nomes incontornáveis das Artes Plásticas em Portugal nos anos 80. Peça de colecção.


vendido


quarta-feira, 28 de julho de 2010



Vendido

Passadopresente


Espaço comercial vocacionado para amadores e coleccionadores de objectos de estimação, sem pretensão de preencher qualquer lacuna.
Vintage global - livros invulgares, louças, cartazes publicitários, objectos de colecção escolhidos
-práticamente tudo original e em excelente estado de conservação.

Peças procuradas,organizadas e coleccionadas para prazer de novos possuidores.


Nada é verdadeiramente nosso. Nós somos os guardiões
do Património que devemos conservar, passando-o a Entidades Públicas que o respeitem e a Particulares que o estimem.

É o que tentamos fazer na Passadopresente.